Notícias

 



Notícias relacionadas a Cidade de Itajaí ou região.



Voltar a página das notícias!

Descrição da Notícia

Itajazz celebra os 100 anos do jazz com shows gratuitos
Apresentações serão de 8 a 11 no Mercado Público

No ano em que é celebrado o centenário do Jazz e do Mercado Público de Itajaí, o prédio histórico vira palco do Itajazz - Grandes Encontros. Por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, da Fundação Cultural, o evento será realizado de 08 a 11 de agosto. Serão dois shows gratuitos por noite, com início às 21h, seguidos da tradicional Jam Session.

Primeiro evento do gênero em Itajaí, há 22 anos o Itajazz promove Grandes Encontros. Em 2017, a programação está repleta de música autoral e standards de jazz e música popular brasileira. As noites serão abertas com a Mostra Regional e segue com Grandes Encontros, formato em que o artista convidado se apresenta com a Banda Itajazz, mesclando temas autorais e clássicos do jazz.

A Banda Itajazz é formada por Peninha (bateria), Arnou De Melo (contrabaixo), Daniel Montero (violão e guitarra), Evandro Hasse (trompete, trombone, saxofone e flauta), Rubens Azevedo (saxofone e flauta), Willian Goe (percuteria), Giovanni Sagaz (piano) e Louise Lucena (voz). O grupo também fará a abertura da tradicional Jam Session, todos os dias a partir das 23h. Na sequência o palco fica aberto para os músicos presentes interagirem num festival de técnica e improviso.

CHAPÉU SOLIDÁRIO PARA O MÚSICO ALEXANDRE RIBEIRO
Não haverá cobrança de ingresso ou couvert artístico. No entanto, em solidariedade a um dos maiores clarinetistas da atualidade, o músico Alexandre Ribeiro (SP), será passado o tradicional chapéu. Ale Ribeiro enfrenta o desenvolvimento de alguns tumores nas regiões lombar e torácica da medula espinhal. O único método possível de recuperação é cirúrgico, muito provavelmente seguido de radioterapia e, possivelmente, também quimioterapia. O tratamento custará mais de R$ 100 mil. O dinheiro arrecadado nas quatro noites de Itajazz será destinado ao tratamento. Músicos de todo o Brasil têm feito este tipo de ação para ajudá-lo.

ITAJAZZ – A ORIGEM
No início dos anos 1990, um grupo de amigos que já vivia profissionalmente de música, foi aos Estados Unidos aprofundar os conhecimentos musicais e tocar em casas de shows de New York, Las Vegas e Los Angeles. Apaixonados pelo jazz, quando voltaram ao Brasil deram início a um movimento que gerou o Itajazz e foi precursor do Festival de Música de Itajaí.

Em 1992, os músicos Carlinhos Niehues (atualmente homenageado com o novo nome do Conservatório de Música), Arnou de Melo, Renato Rangel, Peninha e Louise Lucena, se reuniam em casa para fazer releituras da Música Popular Brasileira e standards de Jazz.

Depois de um ano tocando entre eles, decidiram procurar um lugar para mostrar o trabalho ao público. Tinha início em 1993 as quartas de Jazz no Célio´s Club. Em 1996, o projeto se consolidou como Itajazz e passou a promover encontros com grandes nomes da Música Brasileira como Toninho Horta, Arismar do Espírito Santo, Beto Lopes, Renato Borghetti, Guinha Ramires, Bebe Kramer, Jorginho do Trompete, Ana Paula da Silva, Luiz Meira, Dr. Cipó, Sandro Haick, João Pedro Teixeira e Sergio Coelho.

100 ANOS DE JAZZ
O jazz tem muitos paralelos com o samba. Dois gêneros musicais que surgiram como forma de manifestação dos africanos. Trazidos para o continente americano como escravos, ambos são símbolos dos seus países, foram fomentados no mesmo período histórico (final do século 19) e poucos meses separam seus primeiros registros fonográficos. O samba “Pelo Telefone”, composto por Donga foi registrado no final de 1916, e o primeiro disco de jazz foi gravado pela Original Dixieland Jass Band, no início de 1917, com duas faixas “Dixie Jass Band One Step” e “Livery Stable Blues”.

100 ANOS DO MERCADO PÚBLICO DE ITAJAÍ
O Mercado Público de Itajaí, com arquitetura eclética, foi inaugurado em 01 de janeiro de 1917, na antiga “praia do rio”, hoje Praça Félix Busso Asseburg. Em 1936 o prédio sofreu um incêndio e, durante sua reforma, alguns aspectos da arquitetura foram modificados e adaptados ao estilo art déco.

Após algumas intervenções, foi reaberto no final de 1997, quando passou a ser chamado de Centro de Cultura Popular. O local, administrado pela Fundação Cultural de Itajaí, é tombado pelo patrimônio histórico municipal e estadual.

Após ó último restauro, reabre ao público em 15 de junho de 2013. O Mercado Público reúne arquitetura; história; artesanato; tradições populares; gastronomia típica luso-açoriana e do litoral catarinense; exposições e interferências de diversos segmentos artísticos (literatura, dança, teatro, cinema e artes visuais), e uma mostra do que há de melhor na Produção Musical de Itajaí.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA
Terça 08/08
21h – Bruno Moritz Trio
22h - Lily Blumerants e Banda Itajazz
23h – Jam Session

Quarta 09/08
21h - Gandhi Martinez Quinteto
22h - Leo Garcia e Banda Itajazz
23h – Jam Session

Quinta 10/08
21h - Música Orgânica
22h - Mario Conde e Banda Itajazz
23h – Jam Session

Sexta 11/08
21h - Quinteto Enraizados
22h - Daniel D’Alcantara e Banda Itajazz
23h – Jam Session

SERVIÇO
Itajazz 22 Anos – Grandes Encontros
Data: 08 a 11 de agosto
Horário de início: 21h
Local: Centro de Cultura Popular (Mercado Público Velho de Itajaí)
Entrada: Gratuita