No ar desde 15/02/2000 - Obrigado pela sua visita -


Agenda
Amigos Virtuais
Aniversário
Balcão de Empregos
Cartão Postal
Charadas
Classificados
Clientes
Colunistas
Curiosidades
Eleições
Enigmas
Eventos
Fotos
Guia Eletrônico
Ilusão de Ótica
Livraria Papa-Siri
Mágicas
Noticias
Piadas/Lazer
Receitas

Fale conosco
 
 
 
 


 

 


www.itajaionline.com.br - 12/07/17 -------- clique aqui para ler a coluna anterior

Só um momento... - Que mundo estamos preparando para nossos filhos?

As vezes eu paro e analiso a vida e percebo que as pessoas se deliciam com o fracasso alheio.
Visitando pessoas de idade no asilo percebo que mesmo após tantos anos encontramos corações endurecidos pela falta de amor, de compaixão, não posso e nem irei julgar estas pessoas, afinal a vida já é suficientemente dura para eles, serem "abandonados" pela família ou ter que fazer essa "escolha" ficar no asilo por falta de lugar melhor, falta de alguém que possa auxiliar por si só já é imensurável a dor que devem sentir..


Mas com certeza ouvir alguém olhar para outra pessoa e simplesmente dizer:


- Eu não tenho amigos, pensa que aquela ali é minha amiga? - É não, na vida não temos amigos. o que temos é apenas conhecidos.


Cada vez mais ouço essas palavras, com certeza não quero acreditar nelas, prefiro ser a tola inocente que ama sem medida, perdoa, e ser capaz de ver sempre o copo meio cheio ao invés de vazio.


Analiso sempre cada situação que encontro na vida, algumas me deixam surpresa, outras entristecem meu coração.


O olhar da criança está se tornando também um olhar perdido, vazio, sem sentimento, ou melhor as vezes mesquinho, muitas crianças esquecem o bem que podem fazer e apenas querem os bens materiais.


outro assunto que vi, na rua Eugênio Pezzini, vi dois homens com um pedaço de madeira batendo em outro homem, o coração disparou apreensiva, com medo e angustia, procurei o telefone para denunciar a policia e meu amigo me olha e diz: - Não liga, deixe para lá. Você ouviu eles estavam chamando o cara que esta apanhando de ladrão.


ok ok mas, será esse o tipo de pessoas que devemos ser? aquelas que não se importam com os outros e se um dia nesta situação de apanhar for eu ou você ou algum familiar?


Afinal, não sabemos se ele era ladrão ou não, mas indiferente deste fato, as outras pessoas estavam agindo contra a lei.
O que ressalto nesta postagem é que as pessoas estão ficando, insensíveis, desumanas, desinteressadas em ser amigas. E fica uma questão no ar:


- Que mundo estamos preparando para nossos filhos?

 

Nina... Faladeira...
Aumento, mais não invento!


E-mail de contato: casosefatosempre@gmail.com

Blogger: http://nina-faladeira.blogspot.com.br/




 




© inaugurado em 15/02/2000. Todos os direitos reservados. - Itajai On Line