No ar desde 15/02/2000 - Obrigado pela sua visita -


Agenda
Amigos Virtuais
Aniversário
Balcão de Empregos
Cartão Postal
Charadas
Classificados
Clientes
Colunistas
Curiosidades
Eleições
Enigmas
Eventos
Fotos
Guia Eletrônico
Ilusão de Ótica
Livraria Papa-Siri
Mágicas
Noticias
Piadas/Lazer
Receitas

Fale conosco
 
 
 
 


Di Cavalcanti (1897-1976)

· Pintou o Brasil das rodas de samba, das gafieiras, das mulatas e do carnaval, numa produção que chegou perto de 5 mil obras, incluindo desenhos e esboços.
· Participou da organização da Semana de Arte Moderna de 1922, que reuniu várias atividades artísticas como concertos, conferências, declamação de poesias e exposição de arte. Foi dele o cartaz e o catálogo da Semana de 22.
· Durante sua estadia na capital francesa, conheceu importantes artistas como Picasso, Braque, De Chirico e Léger e o contato com esses pintores se reflete em sua pintura.
· No Carnaval, Di Cavalcanti era freqüentador assíduo do Baile das Bonecas, evento clássico de travestis no Teatro da República.
· Militante do Partido Comunista nos anos 20 e 30, aceitou ser adido cultural brasileiro em Paris. Viajaram no dia 30 de março. No dia 31 jantaram com Vinicius de Moraes e no dia seguinte soube do golpe militar. Di pensou que fosse trote do dia 1º de abril.
· Morreu vítima de complicações causadas pela cirrose. Seu velório foi documentado por Glauber Rocha, num filme que foi proibido pela Justiça a pedido da filha dele.

 

Pedro Américo

· Aos 10 anos, o pintor paraibano Pedro Américo de Figueiredo e Melo conheceu um pesquisador francês que o levou numa expedição científica pelo Nordeste do Brasil.
· Seu quadro mais famoso, Independência ou morte!, que retrata a cena da independência do Brasil no dia 7 de setembro de 1822.
· O quadro Independência ou morte, de Pedro Américo, entrou para a história como o retrato do momento da Proclamação da Independência. Mas foi pintado apenas em 1888, em Florença (Itália), sob encomenda da Corte. O pintor, que nem era nascido em 1822, cometeu alguns exageros.
· Pedro tinha acabado de se encontrar com sua amante Domitila de Castro. Ele viajava secretamente, por isso não poderia estar com uma grande comitiva e nem usando traje oficial.
· D. Pedro não estava viajando a cavalo. Para viagens longas só era usado o burro.
· O grito não aconteceu às margens do riacho do Ipiranga, como sugere a letra do Hino Nacional. O príncipe bradou o seu célebre grito no alto da colina próxima ao riacho, onde sua tropa esperava que ele se aliviasse de um súbito mal-estar intestinal.
· O quadro mede 7,60 metros por 4,15 metros. Mas o maior quadro de Pedro Américo, também o maior do Brasil, é Batalha do Avaí, de 1874. A tela tem 66 m2 e está em exibição no Museu Nacional de Belas-Artes do Rio de Janeiro. Levou 26 meses para ser finalizado.


Tarsila do Amaral (1890-1973)

· Em 1922, ela juntou-se a Anita Malfatti, Menotti del Picchia, Oswald de Andrade e Mário de Andrade, formando o Grupo dos Cinco, que lançou a Semana de Arte Moderna.
· Considerada a pintora mais representativa do primeiro Modernismo no Brasil, recebeu o Prêmio de Pintura Nacional na I Bienal de São Paulo, em 1951.
· Abaporu, sua tela mais famosa, foi leiloada na Christie's de Nova York, em novembro de 1995. O investidor argentino Eduardo Constantini arrematou-a por 1,3 milhão de dólares.

Francisco de Goya (1746-1828)

· Pintar uma mulher nua era algo raro na Espanha da Inquisição. Mas Goya não se intimidou. Pintou La maja despida e o escondeu fazendo também um segundo quadro. La maja vestida, que era pendurado sobre o primeiro. Os dois quadros estão hoje no Museu do Prado, em Madri. Acredita-se que a modelo do quadro teria sido Pilar Teresa Cayetana, a duquesa de Alba, amante do pintor, pois os quadros pertenciam à sua coleção.
· A fama de Goya como um pintor rápido nasceu justamente desse caso envolvendo a duquesa de Alba. Seu marido teria sido informado de que Goya pintava o retrato dela sem roupa e anunciou que iria ao estúdio de Goya defender sua honra. Ao chegar lá, no dia seguinte, encontrou o retrato da mulher toda vestida. Goya teria pintado o segundo quadro da noite para o dia.


 

Você tem alguma curiosidade ? Envie para nós !



 




© inaugurado em 15/02/2000. Todos os direitos reservados. - Itajai On Line