No ar desde 15/02/2000 - Obrigado pela sua visita -


Agenda
Amigos Virtuais
Aniversário
Balcão de Empregos
Cartão Postal
Charadas
Classificados
Clientes
Colunistas
Curiosidades
Eleições
Enigmas
Eventos
Fotos
Guia Eletrônico
Ilusão de Ótica
Livraria Papa-Siri
Mágicas
Noticias
Piadas/Lazer
Receitas

Fale conosco
 
 
 
 


 

Divirta-se, diariamente novas piadas para você !!

 

 

O medo

O Mineiro estava cansado de ouvir rumores que sua esposa o traía.
Um dia,saiu de casa, no horário de sempre para o trabalho, após a esposa dá-lhe adeus e fechar a porta, ele rapidamente sobe até o alto de uma mangueira frondosa em frente a sua casa e resolve passar o dia ali observando o entra e sai de sua casa.
Um pouco depois, aparece um cidadão, mulato fortão,fica em pé justamente embaixo da mangueira como se esperasse alguém. Pega uma manga no chão, chupa-a, ..outra.., etc.
E o Mineiro lá no alto só sacando..Nisso abre a porta de sua casa e sua esposa grita:-
Vem ,meu amor, ele já foi embora!
Nisso o morenão joga a ultima manga no chão e correpra dentro da casa do mineiro. O mineiro desce da mangueira, furioso, -Hoje pego os dois no flagra!
Vou matá-los! Vai no armario de ferramentas, pega um facão, entra na casa e já se depara com o mulatão com a boca nos seios de sua esposa a se deliciar.
Grita o mineiro com a faca na mão:
-NEGÃO, SE PREPARA PRA MORRE!
Nisso o Ricardão vai rapidamente na sua capanga , pega o Trezoitão e aponta pro mineiro:
- Morrê porquê?
E o mineiro:
- Tava chupando manga e agora tá tomando leite...

 

 

O falecido

  Um coitado morreu na cama na hora que fazia amor com sua esposa. Por felicidade ou infelicidade do falecido, não deu tempo de chegar ao orgasmo e morreu com seu órgão genital em ereto, duro e ainda por cima para cima, que mal deu para colocar a calça no pobre moribundo. Porém problema maior tiveram os parentes durante o velório, onde todos que vinham fazer a última visita ao falecido, não deixavam de notar aquela anatomia vantajosa que se sobressaía. Era motivo natural para risos e gozações. Mas o pior ainda estava por vir. Na hora de retirar o corpo e transportá-lo para o campo santo, notaram que ao tapar o caixão, a tampa não se encaixava direito, em virtude do pinguelo do homem atrapalhar o fechamento. Bota a tampa de lá, bota a tampa de cá, e nada de fechar o caixão. Tentaram colocar o pinguelo dele de lado, mas o danado sempre voltava a posição original. Depois de longo tempo de trabalho, um iluminado teve uma brilhante idéia.

- Que tal cortamos o pinto dele?! assim conseguiríamos tampar o caixão sem maiores problemas.

A pobre viúva foi consultada e depois de ser convencida autorizou a tosa do membro teimoso. Após o corte, surgiu outro problema. Onde colocar o pinto cortado? Tentaram colocá-lo ao lado da perna, mas o membro mutilado ainda dificultava o fechamento do caixão. Tentaram outros locais no caixão, mas o problema resistia. Então a conclusão do mesmo sujeito que sugeriu a mutilação, era de se colocar num orifício que pudesse esconder o membro mutilado e assim poderiam fechar o caixão com segurança, sendo o local sugerido o ânus. Ao escutar esta proposta a viúva foi radicalmente contra, porém o convencimento foi inevitável, pois precisavam despachar o corpo já que tinham perdido muito tempo com os problemas com o defunto. Se prepararam para a operação. Tiraram a calça do defundo, sua cueca e pegando o pinguelo do homem começaram entroduzindo no seu fiofó. Ao entrar correu uma lágrima pelo canto do olho do falecido. A viúva ao notar aquela cena não se conteve e largou esta espontaneamente.

- Ah danado, e tu ainda me chamava de manhosa hein?!



 




© inaugurado em 15/02/2000. Todos os direitos reservados. - Itajai On Line